O que você precisa saber ao pedir orçamento

orçamento

Uma dos nossos objetivos é garantir que você saiba o que fazer ao longo de todas as etapas do seu projeto, desde o pedido de orçamento – seja de uma construção, reforma ou manutenção residencial.

Por exemplo, se você acabou de se mudar para uma nova casa ou se prepara para vendê-la, esse pode ser o momento certo para trocar as janelas. A instalação de janelas novas valoriza a sua casa, além de diminuir as contas mensais de energia. E isso é ótimo! Mas por onde você começa?

Aqui no Arquitecasa, nós trabalhamos para que a sua obra seja um processo transparente e fluido. Por isso, fornecemos ferramentas e conteúdo que capacitam você a contratar profissionais de projeto e obra de construção, reforma e manutenção residencial. Certifique-se de manter a atenção em todas as etapas do serviço – neste exemplo, a instalação de uma janela – com o nosso passo a passo.

Se você já usou nosso aplicativo para fazer um Pedido de Orçamento, deve receber retorno dos profissionais, em média, nas próximas 48 horas.

Se você não fez, peça agora:

Quando os profissionais fizerem contato por Whatsapp ou telefone – e eles farão isso, responda a eles, mesmo que seja uma resposta negativa. Você pode ter fechado negócio com outro profissional, ou mesmo mudado de ideia e desistido de fazer o serviço, isso acontece. Mas lembre-se que os profissionais estão pagando para ter acesso ao seu pedido e orçá-lo. Por isso, dê um retorno a eles.

Perguntas relevantes

Ao estabelecer contato com o profissional, você deve fazer algumas perguntas:

  1. Qual é o nome da sua empresa e sua localização?
    Essas informações permitem que você examine o profissional assim que finalizar a conversa. Isso pode ser feito através de uma busca no Google, por exemplo.
  2. Você e seus subcontratados são uma empresa formalizada, que emite contrato de prestação de serviço e nota fiscal?
    Resumindo, se o contratado responder ‘não’ a essa pergunta, você deve ligar a luz amarela. Há profissionais arquitetos e engenheiros que atuam como pessoa física. Neste caso, peça o número do registro no CAU (Conselho Regional dos Arquitetos) ou CREA (Conselho Regional dos Engenheiros). Se o profissional for um empreiteiro atuando como pessoa física, recomendamos que você só decida contratá-lo se estiver sob a responsabilidade de um arquiteto ou engenheiro.
  3. Quando você seria capaz de iniciar um projeto/obra como o meu?
    Esta questão irá determinar a disponibilidade do profissional. Se você tiver um cronograma específico a ser cumprido, mas o profissional não estiver disponível por alguns meses, vale a pena considerar outras opções de profissional, antes de pedir uma estimativa de preço. Por outro lado, se você precisa providenciar ajuda financeira antes do início do projeto e o profissional já tem um grande trabalho planejado para a data em que você deseja iniciá-lo, é importante que ele saiba disso para que todos estejam com a mesma visão.
  4. Você seria capaz de fornecer referências sobre clientes anteriores?
    Como a questão da formalização, as referências são uma ferramenta de verificação muito eficiente. Se um profissional não pode dar referências de outros clientes, isso não é um bom sinal.

Essas são as questões mais relevantes para todos os projetos e obras, mas você pode ter perguntas adicionais. Fazer perguntas fornece uma melhor perspectiva de suas prioridades e permite que você determine quem é o profissional certo para o seu projeto.

Opções

Por outro lado, ter uma visão clara do que você quer da sua obra é crucial para encontrar o profissional certo para sua realização. Saiba que a mudança em alguma característica da obra interfere no orçamento final e um dos seus objetivos é fazer o orçamento caber no seu bolso. Um bom profissional pode aconselhar soluções tecnicamente mais adequadas à sua capacidade de pagamento. 

Obtendo estimativas

Aconselhamos solicitar estimativas de preço a, pelo menos, três profissionais. Isso não apenas lhe dará uma ideia mais ajustada do custo, mas também permitirá que você conheça o contratado e suas idéias para o seu projeto. Isso é crucial para selecionar o profissional certo para você.

Aqui estão algumas perguntas adicionais que você pode fazer:

  1. Qual é o cronograma do serviço e do processo de pagamento?
  2. Que garantia você oferece para o desperdício de materiais?
  3. Há quanto tempo você trabalha com seus subcontratados ou equipe?
  4. Você é especialista neste(s) serviço(s)?
  5. Você tem uma minuta do contrato para eu analisar, antes de assinarmos?

Tomando a decisão

Avalie tudo, antes de decidir qual será o profissional escolhido para realizar os serviços. As perguntas feitas até agora vão trazer respostas que te ajudarão neste processo, mas o preço, o tempo de atuação do profissional e os depoimentos de clientes anteriores costumam ter mais peso.

Aqui no Arquitecasa, nós organizamos os preços e os dados de contato de cada profissional que orçou os serviços que você solicitou. Então, avalie e tome sua decisão com calma. Não aceite pressão.

Contrato

Depois de aceitar a oferta de um profissional, você está no caminho certo para iniciar o projeto. Não faça nenhum pagamento antes de ter uma via do contrato assinado pelo profissional.
As coisas mais importantes para fazer constar neste contrato são:

  • Lista de serviços e quantidades (servirão de referência para ambos terem certeza do que deverá ser entregue e pago)
  • Cronograma de entrega dos serviços
  • Programação de pagamento
  • Detalhes dos materiais utilizados, preço e garantia
  • Garantia de mão de obra

Lembre-se: se você alterar o escopo do contrato, o profissional vai querer – e poder – rever o preço inicial.

Preparando o início do seu projeto

Assinado o contrato, agende o horário para o início do seu projeto. Se for uma reforma ou manutenção, verifique se os ambientes estão livres de obstruções e móveis. Garanta que sua casa não seja danificada e esteja segura para sua família e também para os profissionais.

Quando o projeto estiver concluído

Quando o projeto estiver concluído, peça recomendações ao profissional sobre como manter em boas condições os serviços realizados. Por exemplo, muitos profissionais recomendam não limpar as claraboias com a mesma frequência que outras janelas. Aqui estão algumas perguntas que você pode fazer ao contratado após a conclusão da sua obra:

  • Este serviço precisa de manutenção periódica?
  • Se sim, como você recomenda fazer esta manutenção e com qual periodicidade?

Se você seguiu estas etapas para encontrar um ótimo contratado, está no caminho certo para ter uma obra sem estresse. Boa sorte!