Ipê-branco ou Pau-d’arco

Ipê-branco é uma árvore que se destaca na paisagem quando surge com sua impressionante floração branca. Esta, infelizmente, dura pouco. No auge da floração, que acontece de julho a setembro, ele fica sem folhas, e tem sua copa coberta de flores. Mas em pouco menos de uma semana, a árvore as perde totalmente e o chão ao seu redor fica repleto de flores brancas.

Pau-d’arco é outro nome do Ipê-branco

Essa belíssima árvore brasileira tem seu nome botânico e popular originados no tupi-guarani. ‘Ipê’ significa ‘árvore de casca grossa’, e ‘tabebuia’ quer dizer ‘pau’. Trata-se de uma espécie típica do cerrado que tem raízes profundas e tronco tortuoso, como é característico da região. As flores têm forma de trompete, com pétalas brancas e centro amarelo. Logo em seguida, surgem as verdes vagens longas, com muitas sementes leves e achatadas, que são facilmente dispersas pelo vento.

É uma árvore muito usada no projeto paisagístico de diversas cidades, mesmo sendo uma muda de aparência raquítica, de poucos ramos e folhas. À medida que cresce, entretanto, o Ipê-branco se torna uma planta de belo porte, ganhando uma uma copa cheia em formato piramidal, que fornece uma agradável sombra nos meses de calor. Já no outono, a perda total das folhas também é útil, pois isso permite a passagem da luz e calor que nos aquecem. Essa é uma árvore que não tem raízes agressivas e não atinge grandes dimensões, daí porque é excelente para plantio em praças, parques e calçadas em geral.

A muda, o solo e a rega

O Ipê-branco se desenvolve bem em locais ensolarados. Ele é pouco exigente quanto à fertilidade da terra, e não gosta solo que acumule muita água. Lembre-se, é uma planta do cerrado. Por isso, é muito resistente à seca depois que está bem estabelecido. Então, trate de irrigar corretamente no primeiro ano após o plantio.

Sua propagação se dá por sementes – aquelas mesmas que são levadas pelo vento. Estas devem ser colhidas assim que as vagens se abrem naturalmente. Assim que isso acontecer, semeie-as imediatamente em sementeiras ou saquinhos, em pouca profundidade e com substrato mantido úmido o tempo todo, mas sem encharcar. A germinação é rápida e ocorre de 8 a 20 dias. As mudas ficam prontas para plantio no local definitivo com 4 meses.

E você, procura por um bom Paisagista para projetar e implantar o jardim da sua casa?

Peça um orçamento aos profissionais que atendem sua região. É fácil, rápido e gratuito!